21
02
08

22:48

Microsoft muda estratégia e abre código de produtos

Do Terra Tecnologia  

A Microsoft anunciou hoje que abrirá o código de seus softwares e dará livre acesso a alguns de seus produtos, com o objetivo de fomentar o desenvolvimento de programas independentes. Com esta nova estratégia, a empresa segue os passos do Google, que teve grande sucesso ao incentivar os programadores a desenvolver programas para seus próprios aplicativos.

A companhia fundada por Bill Gates disse que propôs iniciar quatro princípios: "assegurar os códigos abertos, promover a portabilidade de dados, aumentar o apoio para os padrões industriais e buscar um compromisso mais aberto com clientes e indústria, incluindo as comunidades de código aberto".

Os princípios serão aplicados ao sistema operacional Windows Vista, Windows Server 2008, SQL Server 2008, Office 2007, Exchange Server 2007 e Office SharePoint 2007, assim como as versões futuras destes programas. A Microsoft tornará pública a informação técnica necessária em seu site e os programadores de software não precisarão pagar licenças nem outras taxas para ter acesso a ela.

"Estes passos representam um avanço importante e uma mudança significativa em como compartilhamos informação sobre produtos e tecnologias", disse o executivo-chefe da Microsoft, Steve Ballmer. "Durante os últimos 33 anos compartilhamos muita informação com centenas de milhares de parceiros no mundo todo e ajudamos a construir a indústria, mas o anúncio de hoje representa uma expansão importante rumo a uma transparência ainda maior", acrescentou.

Hoje, a Comissão Européia (CE) disse que "tomou nota" do anúncio da Microsoft. Em comunicado, o Executivo da União Européia (UE) disse que avalia "qualquer avanço" que contribua à compatibilidade entre os produtos dos diferentes fabricantes, mas lembrou que a Microsoft já fez anúncios semelhantes no passado.


Meu, se a Microsoft realmente aderir ao código aberto, isto vai ser um murro duplo na boca dos xiitas e linux, já que estes produtos, que já são mais do que líderes de mercado, vão ganhar em qualidade e funcionalidade!

Na real quem ganha mesmo com isto é o consumidor final! 

Marcadores: Geek, Linux, Software, Tecnologia

29
09
04

15:21

Para os xiitas do Linux

Não tenho nada contra o Linux, só contra os xiitas que acham que "Windows e uma bosta" e só encarece.

Pernambuco substitui Linux por Windows

COMPUTERWORLD, com colaboração de Luiza Dalmazo
Imagine você ligando para o serviço 190 de um Estado para fazer uma denúncia ou queixa e o sistema da Polícia Militar está fora do ar. "Isso é inconcebível, mas era o que estava acontecendo", afirma o gerente geral do Centro Integrado de Operações da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco, Alexandre Perez.

Por causa dessas falhas constantes nos mais de dez servidores Linux, o governo pernambucano investiu mais de R$ 550 mil na migração do servidor para Windows Server 2003.

Medidas como a implementação do sistema de videomonitoramento na avenida Boa Viagem, a compatibilização de áreas e a migração do servidor favoreceram a redução dos índices de criminalidade. "Foi uma ação conjunta de todo o Estado. O número de homicídios, por exemplo, foi reduzido em 18%, em relação ao mesmo período do ano anterior".

A Microsoft afirma que após a migração, o serviço 190 da Polícia Militar, que antes deixava o usuário esperando 10 minutos, hoje é instantâneo. Além disso, a solução permitiu a criação do Boletim de Ocorrência Integrado, em que a pessoa pode registrar queixa de um roubo de carro, por exemplo, em qualquer posto da Polícia Militar, Civil ou Rodoviária.

Questionado sobre o fato de ter ido contra a proposta de utilização do Linux do governo federal, Perez declarou: "Todo o mundo está adotando Linux porque é onda. A nossa experiência nestes quase três anos não foi boa", garante Perez.

O gerente geral informa que é muito difícil encontrar mão-de-obra qualificada e que o gasto com treinamento é alto. Além disso, ele diz que as aplicações saiam do ar, que o Linux não oferece escalabilidade e que não suportava as 150 mil transações por minuto. "Não conheço nenhum Centro Integrado de Operações que rode em Linux, isso não existe", declara.

A solução proposta pela Newsupri, responsável pela implementação, previa a consolidação em uma arquitetura de processamento que tivesse total disponibilidade para o cliente interno (os policiais) e externo (os cidadãos). A migração levou cerca de 30 dias. Hoje, a Secretaria utiliza 45% da capacidade de 150 mil transações por minuto. De acordo com a Microsoft, a solução anterior tinha limite de 40 mil transações por minuto. No total, estão interligados 1,2 mil micros e 315 computadores nas viaturas. Além disso, 2,2 mil celulares dos funcionários da segurança pública estão cadastrados para receber mensagens de texto.

IDG Now!

Marcadores: Microsoft, Linux


Arquivo: você está na página 1 de 1
Início | |

Ir para a página:
Assine o feed!
Crazy Talk #8
A trilha sonora de House MD.

Nesta edição escutamos músicas que tocaram em algum episódio do seriado do dr. House.

Entre as bandas escolhidas estão Massive Attack, Ray Charles, Jimi Hendrix, Fiona Apple e Boomtown Rats.

Outros programas aqui.
Quem procura acha
Busca Doido:

Últimas 5 buscas

Top comentaristas
1MoG (275)
2Nacca (190)
3kim (131)
4Dani (100)
5Gratuidade (63)
Últimos comentários